Perfil do enólogo| SUSANA BALBO: a mãe de todos os Malbec

_DSC4141

Por: Charlie O’Malley

Tradução: Mariana Gómez RusLeia Zimermann

Um passeio rápido pela vinícola Dominio del Plata faz você perceber que sua proprietária, Susana Balbo, é uma enóloga comprometida com o que faz. Tão comprometida que no começo morou na vinícola, num apartamento independente que dava para as instalações da vinícola, o que permitiu praticar um estilo muito próprio quanto à viticultura de precisão e à criação de vinho. Susana está em cada detalhe do cultivo da videira: desde a plantação da vinha até a seleção das variedades; desde a irrigação e manejo de vinhedos até as decisões da colheita. Esse mesmo apartamento- sua antiga casa- é agora o restaurante da vinícola, adaptado para receber aos centos de visitantes que chegam para degustar seus vinhos de fama mundial.

O CV de Balbo se lê como uma lista de tudo o que é grande e bom na indústria do vinho argentino: Nicolás Catena e Alberto Antonini. É difícil exagerar sua influência. Ela dirigiu o desenho e a construção da vinícola Catena Zapata e produziu a primeira colheita de Altos Las Hormigas. Transformou o Torrontés, que passou de ser vinho de mesa (bastante caluniado) , a um adorável vinho branco, ícone da indústria.  E seus nove anos de trabalho em Salta, o lar do Torrontés, deram seus frutos quando mais tarde o Balbo Torrontés, fermentado em barris de carvalho, obteve 93 pontos de Robert Parker. O critico de vinhos Stephen Tanzer descreveu como: “magistral, de acabado longo e tremenda energia. Um verdadeiro destaque”. Grandes elogios para um Torrontés.

Além da construção de uma vinícola muito exitosa, Balbo é um dos principais motores na indústria de vinho argentino, especialmente no seu rol de presidente em “Wines of Argentina” fazendo pressão a favor de uma indústria que, constantemente,  é ignorada pelas autoridades. Seu crescente papel como matriarca de vinho argentino é evidente no êxito da marca “ Crios”. Este “vinho de descendência” se inspira em seus dois filhos e é possivelmente um dos mais clássicos e dos melhores Malbec que, em relação custo-beneficio, há hoje no mercado. Embora também não há que ignorar  ao Crios Cabernet  Sauvignon, com uma acidez refrescante e saborque lembra fruta negra.

Todos os vinhos estão disponíveis para degustar na vinícola  além do almoço gourmet, harmonizado com vinho, apresentado em múltiplos passos.

Dominio del Plata fica aberta de segunda a domingo.  Cochabamba 7801, Agrelo, Luján de Cuyo.

Tel- 498 9200. turismo@dominiodelplata.com.ar

www.dominiodelplata.com.ar

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s